Patrocínio

Como será?

Artigo redigido por Benjamin Pereira - Consultor e palestrante → 17/7/20

É oportuno falar de um tema recorrente neste momento de pandemia, respeito ou não, aos protocolos de controle e saúde, tais como isolamento e afastamento social, ou se não possível, por necessidades especiais ou profissionais, praticar todas as determinações de proteções individuais e coletivas, acatando as orientações de especialistas, profissionais fidedignos e autoridades com credibilidade da área médica e sanitária.

Escutamos sempre sobre o assunto, Coronavírus/Covid-19 através da imprensa, redes sociais, profissionais do ensino com grande capacidade de influenciar positivamente e, de pessoas bem-intencionadas, que sairemos dessa situação, fortalecidos, amadurecidos e diferentes para melhor.

Eis a questão, será mesmo? Como será? Pois é, uma resposta ligeiramente pessimista, baseada na minha modesta opinião, exclamação com consistente realismo, de que não sairemos desta experiência ilesos, ninguém sairá da mesma forma que estava antes da pandemia. Se assumirmos posicionamentos negativos, destrutivos, reativos, revoltados, agressivos, céticos, agindo como uma criança birrenta, que não aceita o não, sairemos piores e adoecidos. Devemos ter uma visão mais responsável, lúcida, com disciplina, porque não passaremos de forma neutra por esse momento.

Sairemos amargurados ou destroçados, pois fé baseada em crendices, superstições ou dogmas não superará uma crise como essa e o sofrimento pessoal, profissional e empresarial nos afetará de forma negativa.

Devemos ter fé para enfrentar com lucidez, serenidade, espiritualidade legitima, com uma consciência humanitária, para ficarmos tranquilos, no meio de uma crise, por mais difícil que pareça, sermos criativos, resolutivos, e, portanto tomarmos providencias mais efetivas. E para assim agir devemos ter fé, para ajudar a inteligência, trocar experiências, conhecimentos, competências, ou seja, estar de mente e coração abertos para o aprendizado, buscar aproximação com pessoas que sejam capazes de inspirar novos e bons comportamentos.

Mais que vencer ou perder, interpretar a visão e ter consciência da missão, que certamente contribuirá para a criatividade. O que este momento está nos ensinando, por mais que estejamos distantes, podemos trabalhar juntos e superarmos as dificuldades com disciplina. Mas para abordar disciplina, reflitamos, será que estamos dispostos a falar e receber os nãos necessários e os sins para o que devemos fazer? Nos trabalhos home office será  que estamos sendo eficientes ou negligentes? Devemos ser organizados para conseguir com facilidade alcançar objetivos, processos, cumprir etapas para resultados efetivos.

Pensar, o que me fez levantar da cama hoje cedo, não foi motivação, pois estava gostoso neste frio de inverno ficar deitado, foi sim a disciplina. A crise trouxe nãos, o saber dizer e ouvir, e a resiliência, como lidar com as dificuldades, que gera consistência que é a base do êxito, sucesso, como queira definir. Devemos desenvolver neste contexto a mentalidade de crescimento, que tem a ver com vontade de aprender, não simplesmente por curiosidade, mas por disposição.

Um momento como este que estamos vivenciando, pandemia, existe um movimento de solidariedade importantíssimo de empatia, quando devemos dar o peixe, porque as pessoas estão necessitadas, mas também podemos treiná-las para oferecer atitudes, pois perde o sentido dar simplesmente a vara, se falta disposição para pescar, em fim, para realizar. Isso não tem nada a ver com QI (quociente de inteligência) e sim com QE (quociente emocional), lidar com pessoas, trabalhar em equipe, se comunicar bem, empatia e disciplina.

Benjamin Pereira - Consultor e palestrante

Benjamin Pereira - Consultor e palestrante

É consultor, administrador e bacharel em Administração de Empresas com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, É palestrante e gestor pedagógico na área de recursos humanos, marketing de relacionamento, desenvolvimento de líderes e equipes, além de integrante do corpo docente do Núcleo de Pós-Graduação e Educação a Distância do Senac Minas.