Patrocínio

Ford espera que elétricos alcancem 40% das vendas no mundo até 2030

7/6/21

Em um evento nesta quarta-feira, 26, a Ford anunciou um aumento no investimento em veículos elétricos, o que levou a um aumento nas ações da empresa em Wall Street. A montadora espera que, até 2030, 40% de suas vendas no mundo sejam de carros movidos a bateria.

A Ford acrescentará cerca de 8 bilhões de dólares aos gastos de desenvolvimento de veículos elétricos até 2025. O valor será investido na parceria com a SK Innovation, da Coréia do Sul, para desenvolver e fabricar baterias, anunciada na semana passada.

A empresa coreana vai construir duas fábricas nos EUA para fabricar baterias para cerca de 600.000 veículos elétricos por ano até meados desta década. As empresas afirmam que assinaram um memorando de entendimento, mas os detalhes sobre a estrutura de propriedade e localização das fábricas ainda não foram acertados. Wall Street gostou do que ouviu e as ações subiram mais de 7%, para 13,72 dólares, um nível não visto em cerca de cinco anos.

A Ford anunciou ainda duas novas plataformas de veículos elétricos para fazer picapes, veículos comerciais e SUVs, como o Ford Explorer. E também disse que os veículos menores na Europa seriam construídos com ajuda da parceira Volkswagen.

A indústria automotiva e os governos estão tentando passar da combustão interna para a energia elétrica como uma forma de conter as mudanças climáticas. Alguns países europeus planejam descontinuar os veículos movidos a petróleo, enquanto o presidente americano Joe Biden está prometendo gastar bilhões em estações de recarga.

A rival da Ford, a General Motors, diz que espera interromper a venda de veículos a combustão até 2035.

Da Revista Veja.