Patrocínio
Volkswagen
KIA BRISA - A maior concessionária KIA do Brasil.

MTur apresenta programa Investe Turismo em reunião do G-20

1/11/19

No último sábado (26), o Ministério do Turismo apresentou à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) o Programa Investe Turismo, durante a reunião de ministros do Turismo G-20 foi realizada na cidade de Kutchan, no Japão. O encontro teve como objetivo de promover um crescimento forte, equilibrado e sustentável do turismo.

O secretário executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, que representou o ministro Marcelo Álvaro Antônio durante o evento, enfatizou que o Brasil vive um momento virtuoso para o crescimento econômico e o desenvolvimento nos mais variados setores, incluindo o turismo. “Estamos investindo em inovação, modernização de legislação, desburocratização, isenção de vistos, parcerias público-privadas e atração de investimentos. O turismo no Brasil passará por um estrondoso crescimento nos próximos anos”, disse.

Na reunião de ministros do Turismo G-20, os países-membros reconheceram o turismo como um motor para o desenvolvimento econômico alinhado aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS’s) da Organização das Nações Unidas (ONU). O Brasil aprovou a declaração conjunta do setor, considerando o papel da inovação e da transformação digital, a importância da gestão dos destinos em benefício de visitantes e comunidades locais e da redução de desigualdades, em prol do crescimento forte, equilibrado e sustentável do setor.

“A reunião de ministros do Turismo do G-20 foi um sucesso. O encontro marca um momento histórico no desenvolvimento do turismo mundial e reconhece que o governo brasileiro está no caminho certo ao valorizar o setor, fortalecendo cada vez mais o poder de atuação do Ministério do Turismo”, disse. “Além disso, abraça o Programa Investe Turismo como um programa prioritário do Governo Federal, com apoio transversal de todas as pastas ministeriais.”

INVESTE TURISMO
O programa Investe Turismo foi desenvolvido para unificar ações para desenvolvimento do setor, que serão organizadas em quatro linhas: governança; serviços e atrativos turísticos; marketing e atração de investimentos. A meta é aprimorar os atrativos turísticos, qualificar os colaboradores do setor e realizar ações de promoção e destes destinos. Nesta primeira fase, serão contempladas 158 cidades de 30 rotas turísticas de todas as regiões do Brasil.

Por Igor Regis, do Mercado e Eventos.