ST Corretora

Notícias

O que é o consumidor 3.0?

06-11-2018


Quantas pessoas estão conectadas a alguma tela nesse exato momento? Seja computador, tablet ou smartphone? Cada vez mais pessoas estão aprendendo a usar a internet para tudo, de receita de bolo a compra de um apartamento. Um estudo recente mostra que os brasileiros ocupam a terceira posição entre os países que passa mais tempo na internet no mundo, com uma média de 9h e 14min por dia, perdendo apenas para Tailândia (9h38) e Filipinas, com 9h24.

Acessando, os brasileiros aprendem coisas novas todos os dias e passam a mudar rotineiramente seus hábitos e formas de viver. Uma delas, em apressada e constante mudança, é o comportamento na hora da compra. Eis o surgimento do Consumidor 3.0! Homens e mulheres que, empoderados de informação, estudam, pesquisam, consideram as variações e consomem a partir de uma lógica sofisticada e cada vez menos compulsiva e aleatória.

É preciso saber disso cada vez mais, para ter conhecimento de como oferecer sua locação de uma maneira mais eficiente. É preciso dominar técnicas e compreender como vivem, o que comem e como agem os consumidores dessa nova geração. O fundamental é entender que o consumidor, cada vez mais, está no comando. Via de regra, esse perfil de consumidor exige bom atendimento, eficiência e agilidade. Aliás, ele até pagaria mais, sem problema algum, por serviços com essas características.

Pode nos parecer banal, mas para alguns estudiosos do tema, essa mudança é tão profunda e significativa que irá alterar completamente toda a estrutura do mundo dos negócios nos próximos anos. Mas calma, a Revista SINDLOC-MG, trouxe um pequeno resumo elaborado pelo CEO da NeoAssist, Albert Deweik, sobre o assunto que vai te ajudar a entender esse fenômeno.

1. Altamente informado

A chamada Era da Informação foi capitalizada pelo Consumidor 3.0 como nenhum outro perfil fez. A chegada dos dispositivos móveis cada vez mais avançados impulsionou essa característica, atribuindo mais velocidade nas pesquisas do consumidor e permitindo que ele faça comparativos em tempo real quando vai comprar, seja online ou offline.

2. Socialmente conectado

As mídias sociais são um fenômeno. O Facebook atingiu recentemente a marca de 1 bilhão de usuários. Se fosse um país, seria o terceiro maior do mundo. O Twitter tem mais de 500 milhões de usuários registrados, que geraram mais de 340 milhões de tweets e administra mais de 1.6 bilhões de buscas por dia.

3. Sensível a preços

Com a ascensão de modelos de promoção e descontos sazonais em produtos, os próprios varejistas lançaram uma tendência em direção a sensibilidade dos preços. Marcas que tentam se beneficiar na precificação correm o risco de afastar o consumidor 3.0, que dá ênfase também ao bolso na hora de escolher o que vão comprar.

4. Confiante nas opiniões de outros usuários

A era digital proporcionou que os consumidores compartilhem experiências pessoais em vários assuntos. A opinião social tem se transformado em algo extremamente importante para o Consumidor 3.0, que valoriza as experiências dentro de suas redes sociais mais do que as propagandas feitas pelas marcas.

5. Gosta de se autopromover

As redes sociais são povoadas de pessoas mostrando suas aquisições, conquistas pessoais e profissionais. Seja em atualização de status, compartilhamento de fotos e vídeos, o consumidor 3.0 vai se promover com felicidade.

6. Gratificação instantânea

Podemos descrever a geração dos consumidores 3.0 como “A Geração Imediatista”. Esperam produtos e serviços sendo entregues em qualquer lugar, no tempo certo e que melhor se encaixem em suas necessidades. A digitalização de produtos – desde passagens de avião, passando por música e livros – fortalece a necessidade de uma satisfação imediata.

7. Inconscientemente seguro

Quando as compras online surgiram, um grande problema de segurança afligia os consumidores. A nova geração não tem medo de comprar pela internet. Mesmo com alto número de vírus e spam que povoam a rede, estes novos usuários não estão só mais confiantes nas próprias redes, mas em suas próprias habilidades ao navegar em ambientes de risco.

Cinco estratégias de eficiência para atender o consumidor 3.0:

1. Deixe o consumidor se autoatender com tecnologia avançada;
2. Seja omnichannel: o consumidor 3.0 está em todo lugar, ao mesmo tempo;
3. Entenda cada consumidor como único;
4. Saiba como se antecipar e surpreender o novo consumidor;
5. Capacite seu suporte para criar um relacionamento com o consumidor 3.0.

Da Revista SINDLOC-MG.