ST Corretora

Notícias

Verba para locação de veículo é indenizatória e não integra o salário

15-03-2019

A locação de automóveis para o uso no trabalho prevista em acordo coletivo não pode ser integrada ao valor do salário, decidiu, por unanimidade, a 11ª Turma da Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul contra um empregado de uma empresa de telecomunicações.

O funcionário pedia a integração dos valores à sua remuneração mensal, de forma a incidir sobre uma eventual rescisão de contrato, adicional de periculosidade, horas extras, férias, FGTS e décimo terceiros salários. A decisão confirma, assim, a validade do acordo coletivo com a empregadora para prestação de serviços.

Segundo a a relatora do acórdão da 11ª Turma, desembargadora Maria Helena Lisot, o pedido do autor não pôde ser aceito porque há previsão normativa impedindo a integração. Além disso, destacou “que o valor assim pago não remunera pelo trabalho prestado, mas apenas o viabiliza”.

A decisão confirma o entendimento da 25ª Vara do Trabalho de Porto Alegre, do juiz Gustavo Pusch. “O salário remunera a força de trabalho do empregado, não se confundindo com os materiais adquiridos ou disponibilizados para a realização de tais atividades, os quais detém natureza instrumental e não remuneratória”, afirmou.

O autor não recorreu.

Por Caio Proença, do Juristas (com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região).