Patrocínio

Volkswagen quer superar a Tesla no mundo dos carros elétricos

14/2/20

A Volkswagen quer usar sua escala de produção gigante para se tornar líder mundial em carros elétricos. O grupo alemão entende que a transição para os veículos elétricos ainda é “uma corrida aberta” e um desafio para modelar algo novo no setor automotivo. Tal avaliação foi feita por Hebert Diess, executivo-chefe da VW, durante entrevista à Bloomberg, no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

“Estamos bastante otimistas de que podemos manter o ritmo da Tesla e, provavelmente, em algum momento, superá-la”, afirmou. Para isso, a Volkswagen vem acelerando sua investida no segmento de eletrificados. A previsão da empresa é que produzirá 1 milhão de carros elétricos em 2023 e alcançará 1,5 milhão até o final de 2025. A maior montadora do mundo diz já ter produzido 250.000 veículos eletrificados (incluindo híbridos movidos a combustíveis fósseis) nos últimos cinco anos.

O grupo Volkswagen lançará oito modelos elétricos ou híbridos em 2020 em suas marcas, incluindo Audi, Seat e Skoda. Para o mercado de massa, o modelo será o VW ID.3 com a meta de produção da ordem 330.000 veículos por ano até 2021. O modelo ID.3 terá autonomia entre 330 a 500 km, conforme a versão. Segundo a VW, o modelo básico custará menos de 30.000 euros (cerca de 150 mil).
reais).

A empresa deve lançar este modelo no Brasil, além do ID Crozz (também chamado ID.4). Ele será o primeiro crossover EV desenvolvido pela montadora a partir do zero: um modelo totalmente elétrico, com tração nas quatro rodas e 302 cavalos de potência (baseado na versão conceito divulgada).

A VW prepara também a versão GTX do ID Crozz, um modelo especial com tração nas quatro rodas de alto desempenho. Deverá ser revelada em abril no Salão de Nova York de 2020. O design da carroceria será igual ao do ID Crozz. Não foram reveladas as especificações, mas deverá ter tração nas quatro rodas e utilizará dois motores, um em cada eixo.

Aprendendo com a Tesla14
Para o presidente da VW, a Tesla tem um produto que descreve o futuro da indústria automobilística – carros elétricos totalmente conectado. “É algo que precisamos aprender, mas o Tesla já está bastante avançado.” Sobre a batalha entre montadoras tradicionais e empresas de tecnologia, ele disse que “levaria a Tesla mais a sério do que o Google”. Mas acrescentou: “Existem também montadoras tradicionais muito competitivas, como a Toyota”.

Ou seja, este será o desafio atual do setor automotivo. De qualquer forma, com certeza, o futuro será os carros elétricos no mundo dos veículos de passageiros. Isso está bem claro.

Por Celio Galvão, do IG Carros;
Fotos: Divulgação.